top of page
Buscar
  • rosangelagodo

Compulsão

Você sabe o que está por trás disso? Vamos desvendar.


O que é uma compulsão?

A princípio, é preciso entender a fundo o que significa uma compulsão. No geral, são comportamentos reproduzidos de maneira exagerada, repetitiva e involuntária, que podem evoluir ao longo do tempo, por gerar um padrão comportamental para lidar com determinada situação.


As pessoas costumam ter atitudes compulsivas quando estão lidando com alguma preocupação, ansiedade ou complicação, mas não sabem exatamente como agir, descarregando os sentimentos nesses atos.


Além disso, ao mesmo tempo que a compulsão gera um intenso desejo de reproduzir um determinado comportamento, ela traz também um forte sentimento de culpa que prejudica diretamente o bem-estar e a auto estima da pessoa.


A compulsão pode, ainda, estar associada a complicações graves, como o uso abusivo de substâncias químicas ou o desenvolvimento de transtornos como o TOC (transtorno obsessivo compulsivo). Nesses casos, a vontade de realizar uma atividade compulsiva faz com que pareça uma necessidade para o pessoa.


 

São categorizadas como um distúrbio. Ainda assim, estão relacionadas com a tentativa de encontrar conforto para um pensamento, mesmo que nem sempre o comportamento tenha o efeito esperado.


Por exemplo, uma pessoa que verifica repetidamente se o zíper da bolsa está fechado a fim de evitar a perda de objetos importantes. Outro caso leve é de um indivíduo que observa várias vezes se trancou a porta para aliviar o medo de ter a casa invadida.

 

Quais os principais tipos de compulsão?


Para entender como a compulsão age no comportamento de uma pessoa a ponto de trazer prejuízos para a saúde e o bem-estar, nada melhor que conhecer as formas mais comuns que ela se manifesta. Conheça os principais tipos de compulsão!


Alimentar


A compulsão alimentar é o desejo involuntário de comer muito mais do que é necessário para se saciar. Esse comportamento compulsivo se associa muito ao desenvolvimento de transtornos alimentares.


Na maioria dos casos, a compulsão alimentar surge como um ato para o alívio do estresse. É possível que surja a partir dos primeiros anos de vida, quando a pessoa não desenvolve mecanismos de enfrentamento a situações estressantes e que envolvem grande demanda emocional.


Além do sentimento de culpa, a compulsão alimentar é capaz de provocar efeitos como doenças crônicas — hipertensão, diabetes tipo II, depressão e obesidade, é possível também desenvolver bulimia e anorexia, como resultado da sensação de vergonha e desaprovação das atitudes compulsórias.

 

Por compras

Fazer compras para fugir de um problema também é um tipo de compulsão muito frequente. Nesse caso, o indivíduo involuntariamente utiliza a sensação de conquista, ao adquirir um novo produto, como forma de alívio para um sentimento negativo.


Uma das maiores consequências provocadas pela compulsão por compras é o endividamento. A aquisição não planejada é capaz de trazer vários problemas financeiros, assim como comprometer o relacionamento com familiares e cônjuges.

 

Por jogos

A sensação de ganhar um jogo também é utilizada de forma compulsiva para aliviar o estresse. Quem apresenta esse tipo de compulsão dificilmente consegue resistir a um convite para jogar, sobretudo em períodos de grandes variações emocionais.


Esse comportamento traz graves prejuízos à vida social da pessos. Além disso, quando apostas estão envolvidas, a atitude põe em risco tanto a saúde financeira quanto a integridade física do indivíduo e de sua família, eles podem até vender bens para pagar as apostas.

 

Por trabalho

O termo workaholic se tornou muito conhecido nos últimos anos. Ele diz respeito a compulsão por trabalho. Algumas pessoas utilizam as atividades relacionadas à carreira como estratégia para focar determinados temas e evitar o pensamento sobre situações complicadas.


Quando isso se torna excessivo e involuntário, pode desencadear uma série de problemas, como ansiedade, estresse crônico, síndrome de Burnout, complicações de saúde e instabilidade nos relacionamentos.

 

Onicofagia

Onicofagia é o ato de roer as unhas, das mãos ou dos pés de forma compulsiva. Esse problema é muito presente em pessoas que apresentam transtorno de ansiedade e estresse crônico. Afinal, o comportamento é adotado na tentativa de se confortar em relação às emoções intensas e às grandes preocupações.

 

Tricotilomania

Outro tipo de compulsão no qual a pessoa descarrega os sentimentos no próprio corpo é a tricotilomania. Nesse caso, os atos giram em torno de arrancar os pelos de qualquer parte do corpo, em especial do couro cabeludo, em momentos de tédio ou estresse.


A tricotilomania também traz consequências preocupantes. Por conta da retirada de elementos que ajudam na defesa do corpo, é possível causar lesões e infecções na pele. Além disso, o paciente com essa compulsão pode desenvolver alopecia.

 

Como as compulsões podem ser tratadas?

A psicoterapia é uma das principais formas de tratamento, a pessoa deve procurar ajuda de um profissional. A terapia cognitivo comportamental, conhecida como TCC, é uma abordagem indicada, pois ajuda a reconhecer as causas dos problemas e encontrar formas de solucioná-los.


A idéia do tratamento das compulsões com TCC é tornar um ato involuntário em algo consciente. A partir do momento que a pessoa consegue identificar os gatilhos que provocam os comportamentos compulsórios, ele tem consciência de suas ações e pode tomar decisões racionais, evitando a impulsividade.


Ao longo do tempo, é possível conquistar grandes mudanças no estilo de vida, na transformação da imagem corporal e na sensação de bem-estar. A libertação da culpa e o sentimento de autonomia pelos seus atos reforçam o tratamento e incentivam a pessoa tornar-se mais consciente para evitar a compulsão.


Como visto, existem diversos tipos de compulsão, alguns deles mais severos, que colocam em risco a saúde e o bem-estar do paciente.


No entanto, é possível tratá-los, e a terapia cognitivo-comportamental é uma abordagem excelente para lidar com esses problemas.


Se você se identificou agende sua sessão agora mesmo





9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page